Seat Ibiza: Ativação do airbag

A insuflação dos airbags processa-se em milésimas de segundo e a alta velocidade, de modo a proporcionar uma proteção adicional, em caso de acidente. Quando o airbag é insuflado, pode soltar-se um pó fino. Isto é normal e não indicia o princípio de um incêndio no veículo.

O sistema de airbag só está pronto para funcionar com a ignição ativada.

Em casos especiais de acidentes podem ativar-se ao mesmo tempo vários airbags.

Em caso de colisões frontais e laterais ligeiras, colisões traseiras, capotamento ou viragem do veículo, os airbags não se ativam.

Fatores de ativação

Não se pode generalizar sobre as condições que provocam a ativação do sistema de airbag na cada situação. Existem alguns fatores que desempenham um papel importante, como por exemplo a propriedade do objeto com o qual o veículo choca (duro/macio), ângulo de impacto, velocidade do veículo, etc.

A trajetória de desaceleração é decisiva para a ativação dos airbags.

A unidade de controlo analisa a trajetória da colisão e ativa o respetivo sistema de retenção.

Se durante a colisão, a desaceleração do veículo originada e medida permanecer abaixo dos valores de referência predeterminados na unidade de controlo, os airbags não serão ativados mesmo que o veículo possa ficar gravemente deformado por causa do acidente.

Em caso de colisões frontais graves ativam-se os seguintes airbags

Em caso de colisões laterais graves ativam-se os seguintes airbags

No caso de um acidente com ativação do airbag:

Veja também:

Fiat Punto. Ativação da circulação de ar interno
Posicionar o cursor D na posição . É aconselhável ativar a circulação de ar interno durante as paradas em filas ou túnel, para evitar a introdu&c ...

KIA Rio. Protecção anticorrosão
Proteger o veículo da corrosão Ao utilizarmos os mais avançados métodos de design e construção para combater a corrosão, conseguimos produzir au ...

Modelos



www.segmentob.com | © 2017 Todos os direitos reservados 0.0267