Toyota Yaris: Airbags do SRS

Os airbags do SRS deflagram quando o veículo é sujeito a diferentes tipos de impactos severos que poderão causar ferimentos significativos aos ocupantes. Os airbags trabalham em conjunto com os cintos de segurança para ajudar a reduzir o risco de morte ou de ferimentos graves.

Airbags do SRS

Airbags do SRS da frente

  1. Airbag do SRS do condutor/airbag do passageiro da frente Pode ajudar a proteger a cabeça e o peito do condutor e do passageiro da frente de impactos com os componentes interiores.
  2. Airbag do SRS de joelhos do condutor (se equipado) Pode ajudar a proporcionar proteção ao condutor

Airbags do SRS laterais e de cortina

  1. Airbags do SRS laterais.

    Podem ajudar a proteger o tronco dos passageiros dos bancos da frente.

  2. Airbags do SRS de cortina (se equipado).

    Podem ajudar a proteger essencialmente a cabeça dos ocupantes dos bancos exteriores

Componentes do sistema de airbag do SRS

Componentes do sistema de airbag do SRS

  1. Pré-tensores dos cintos de segurança e limitadores de força
  2. Sensores de impacto lateral (frente)*1
  3. Airbags laterais
  4. Airbags de cortina*3
  5. Sensores de impacto lateral (traseira)*3
  6. Sensor de impacto lateral (porta da frente)*2
  7. Airbag do condutor

*1: Modelos de 5 portas

*2: Modelos de 3 portas

*3: Se equipado

  1. Luz de aviso do SRS
  2. Airbags de joelhos do condutor* 3
  3. Conjunto do sensor do airbag
  4. Sensor de impacto frontal
  5. Interruptor de ligar/desligar manualmente o airbag
  6. Airbag do passageiro da frente
  7. Indicador "PASSENGER AIR BAG"

Os principais componentes do sistema dos airbags do SRS estão ilustrados na figura acima. O sistema dos airbags do SRS é controlado pelo conjunto do sensor do airbag. Quando o airbag é ativado, ocorre uma reação química nos deflagradores que enche instantaneamente os airbags com um gás não tóxico com o objetivo de ajudar a deter o movimento dos ocupantes.

AVISO

Medidas de precaução relativas aos airbags do SRS

Observe as seguintes precauções relativas aos airbags do SRS.

Não o fazer pode resultar em morte ou ferimentos graves.

O condutor e todos os passageiros devem utilizar os cintos de segurança corretamente.

Os airbags do SRS são dispositivos suplementares para serem utilizados em conjunto com os cintos de segurança.

O airbag do SRS do condutor deflagra com uma força considerável e pode provocar a morte ou ferimentos graves, especialmente se o condutor estiver muito próximo do airbag.

Uma vez que a área de risco para o airbag do condutor se situa entre os primeiros 50 a 75 mm, se o condutor estiver a 250 mm do airbag, existe uma certa margem de segurança. Esta distância é medida desde o centro do volante da direção até ao peito do condutor. Se essa distância for inferior a 250 mm, tem a possibilidade de alterar a posição de condução de várias formas:

O banco deverá ser ajustado conforme é recomendado acima, mantendo sempre o controlo dos pedais, volante da direção e a visibilidade dos comandos do painel de instrumentos.

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Precauções com os airbags do SRS

Alteração e eliminação dos componentes do sistema dos airbags do SRS

Não se desfaça do seu veículo nem efetue nenhuma das seguintes alterações sem antes consultar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado. O mau funcionamento ou o deflagrar acidental dos airbags do SRS poderão provocar a morte ou ferimentos graves.

Se os airbags do SRS deflagrarem

Condições de deflagração do airbag do SRS (airbags do SRS da frente)

Os airbags do SRS da frente deflagrarão, em caso de um impacto que exceda o limiar estabelecido (o nível de força correspondente a uma colisão frontal à velocidade de 20 - 30 km/h contra uma barreira fixa, que não se mova ou deforme).

Contudo, esta velocidade limiar será consideravelmente mais alta, nas seguintes condições:

Dependendo do tipo de colisão, é possível que apenas os pré-tensores dos cintos de segurança sejam ativados

Condições de deflagração do airbag do SRS (airbags do SRS laterais e de cortina [se equipado])

Condições perante as quais os airbags do SRS podem deflagrar (insuflar), para além de uma colisão

Os airbags do SRS da frente e de cortina podem também deflagrar perante um impacto violento na parte inferior do seu veículo. Na figura abaixo estão ilustrados alguns desses exemplos.

Condições perante as quais os airbags do SRS podem deflagrar (insuflar), para além de uma colisão

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS da frente)

Os airbags do SRS da frente geralmente não deflagram se o veículo for sujeito a um impacto lateral ou traseiro, se capotar, ou se se envolver numa colisão frontal a baixa velocidade. Contudo, sempre que uma colisão de qualquer tipo causar uma desaceleração frontal suficiente, pode ocorrer a deflagração dos airbags do SRS da frente.

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS da frente)

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS laterais e de cortina [se equipado])

Os airbags do SRS laterais e de cortina podem não deflagrar se o veículo for sujeito a uma colisão lateral em certos ângulos, ou a uma colisão lateral na carroçaria do veículo fora da zona do compartimento dos passageiros.

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS laterais e de cortina [se equipado])

Os airbags do SRS laterais geralmente não deflagram se o veículo se envolver numa colisão frontal ou traseira, se capotar, ou se se envolver numa colisão lateral a baixa velocidade.

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS laterais e de cortina [se equipado])

Os airbags do SRS de cortina geralmente não deflagram se o veículo se envolver numa colisão traseira, se capotar, ou se se envolver numa colisão lateral ou frontal a baixa velocidade.

Tipos de colisão em que os airbags do SRS podem não deflagrar (airbags do SRS laterais e de cortina [se equipado])

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Nos casos seguintes, contacte um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado, assim que possível.

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Quando deve contactar um concessionário Toyota autorizado, reparador Toyota autorizado ou qualquer outro profissional igualmente qualificado e equipado

Veja também:

Renault Clio. Consumo
Com o ar condicionado em funcionamento, é normal que constate um aumento no consumo de combustível (sobretudo em circuitos urbanos). Nos veículos equipados com ar condiciona ...

KIA Rio. Para desligar o controlo do limite de velocidade
Carregue de novo no botão do limite de velocidade Pressione o botão cruise (para activar o sistema). Se pressionar o botão O uma vez, o funcionamento do contr ...

Modelos



www.segmentob.com | © 2017 Todos os direitos reservados 0.0235